Por muito tempo a Bíblia foi um instrumento prático para o aprendizado de uma língua estrangeira. Como ela existia em diversas traduções, e tem seu texto dividido em pequenos versos numerados, ficava simples comparar-se o texto da língua-alvo, a ser aprendida, com o da língua materna. Ou o do latim, quando essa não existia.

Era um método trabalhoso, mas bastante usado, e confirma um dos pressupostos do Método IPL: é possível aprender apenas a traduzir uma língua estrangeira, sem saber falar, ouvir ou escrever essa língua.

Para ter uma idéia desse método, veja o primeiro versículo da Gênese, o primeiro livro da Bíblia, "No princípio criou Deus o céu e a terra", em algumas línguas:

biblia_medieval

Latim:
In principio creavit Deus cælum et terram.

Alemão:
Im Anfang schuf Gott Himmel und Erde.

Italiano:
In principio Dio creò il cielo e la terra.

Inglês:
In the beginning God created the heaven and the earth.

Esperanto:
En la komenco Dio kreis la ĉielon kaj la teron.

Francês:
Au commencement Dieu créa le ciel et la terre.

Não é muito difícil comparar cada um desses termos com o equivalente português. E aqui fica uma dica interessante para quem já terminou o treinamento do IPL. Existe um projeto linguístico chamado Basic English. Vou tratar deste tema posteriormente, mas em resumo o Basic English é uma simplificação da língua inglesa. Seu vocabulário é composto por 850 palavras selecionadas pelo seu criador, Charles Kay Ogden.

Existe uma tradução da Bíblia em Basic English. Por curiosidade, veja como fica a narração do assassinato de Abel por Caim, o capítulo 4 da Gênese, com vocabulário reduzido.

  1. And the man had connection with Eve his wife, and she became with child and gave birth to Cain, and said, I have got a man from the Lord.
  2. Then again she became with child and gave birth to Abel, his brother. And Abel was a keeper of sheep, but Cain was a farmer.
  3. And after a time, Cain gave to the Lord an offering of the fruits of the earth.
  4. And Abel gave an offering of the young lambs of his flock and of their fat. And the Lord was pleased with Abel's offering;
  5. But in Cain and his offering he had no pleasure. And Cain was angry and his face became sad.
  6. And the Lord said to Cain, Why are you angry? and why is your face sad?
  7. If you do well, will you not have honour? and if you do wrong, sin is waiting at the door, desiring to have you, but do not let it be your master.
  8. And Cain said to his brother, Let us go into the field: and when they were in the field, Cain made an attack on his brother Abel and put him to death.
  9. And the Lord said to Cain, Where is your brother Abel? And he said, I have no idea: am I my brother's keeper?
  10. And he said, What have you done? the voice of your brother's blood is crying to me from the earth.

Vejam que a palavra 'became' (tornou-se) repete-se três vezes nesses dez versos.

Também três vezes a estrutura do genitivo:
"Abel's offering" (oferenda de Abel)
"my brother's keeper" (o guarda/encarregado de meu irmão)
"your brother's blood" (sangue de seu irmão)

O verbo "said" (disse) aparece seis vezes!

E assim por diante. Treinar a leitura de textos cujo tema já é conhecido é excelente estratégia para fixação de estruturas gramaticais e aumento de vocabulário.

Você pode ver todo o texto da Bíblia em Basic English neste link.

Sabemos que as 250 palavras mais comuns de uma língua compõem cerca de 60% de qualquer texto escrito. Isso significa que se você conhece essas 250 palavras, 60% do texto lhe soará familiar. Essas palavras são apresentadas, praticadas e aprendidas pelo sistema IPL.

Bom, mas 60% ainda não são o texto todo. Correto, mas ainda há as palavras parecidas, geralmente originárias do latim, que são de 20% a 25% do texto.
Algumas escritas de forma praticamente idêntica, como:
Banana, Hotel, Honest, Vegetarian, Passport, Tomato, Area, Moment, Correct, Object, Prepositon, Admire, Dance, Move, Normal, Chocolate
Outras um pouco mais diferentes, mas que com a prática logo são identificadas:

Patient - paciente
Musician - musicista
Simple - simples
Name - nome
Number - numero
Prosperity - prosperidade
Alphabet - alfabeto
Paint - pintar
Introduce - introduzir
Angel - anjo
Coffee - cafe

Outro ponto a nosso favor é que o tema do texto sempre tem palavras de um universo com o qual estamos familiarizados. Ou que se repetem com muita frequência no próprio texto. Se você se interessa por um texto sobre música, palavras como music, musician, melody, rhythm, harmony, style, song, ballad, quartet, opera, acoustic já serão conhecidas. Se é um texto sobre administração, business, manager, advantage, office, import, agreement, buy, bonus, entrepreneur aparecerão diversas vezes. E assim por diante.

Com isso as chances de entender o recado, a idéia principal, são grandes. Não é necessário saber o significado de todas as palavras de um texto para compreendê-lo e conseguir responder questões de concursos ou entender uma página da internet. O mesmo acontece com o português nosso que lemos todos os dias.

A dica sempre é: comece com textos sobre assuntos que despertam seu interesse! Música, cinema, ecologia, esporte, vegetarianismo, vinhos, carros. Seja lá qual for seu hobby, ele deve ser o ponto de partida para a criação de familiaridade com a estrutura da língua.

E a partir daí tornar-se o trampolim para textos de outras áreas do conhecimento.

ESP é a sigla para English For Specific Purpose, em Português, Inglês para Fins Específicos, geralmente chamado de Inglês Instrumental. O ESP é uma abordagem de ensino que privilegia

as necessidades dos alunos. Em geral, é apresentado como oposição ao General English (inglês geral).

Leia mais...

GTD é um método eficaz de organização e produtividade pessoal que pode melhorar sua motivação e seus resultados, e como tal já foi abordado diversas vezes aqui no Efetividade.net.

A metodologia GTD, ou Getting Things Done, foi descrita inicialmente no livro "Getting Things Done: The Art of Stress-Free Productivity", de David Allen. Os preceitos de Allen (veja um resumo deles na Wikipedia), baseados em idéias simples e relativamente fáceis de manter, por não dependerem de nenhuma técnica complexa nem de suporte tecnológico avançado, vêm ganhando adeptos no mundo todo, e inclusive me inspiraram a criar o Efetividade.net - embora eu esteja longe de ser um dos seguidores quase religiosos que seguem à risca os dogmas do "Culto de Allen" ;-)

Leia mais...

Os resultados que costumamos observar nos cursos de línguas, do inglês em especial, são deploráveis. Após 3 ou 4 anos de estudo, um percentual muito pequeno dos estudantes consegue manter um diálogo fluente com um estrangeiro. 

Leia mais...